Como abordar valores no dia das crianças

Os valores representam o que de bom um indivíduo pode oferecer à sociedade e nada melhor que uma data comemorativa, como o dia das crianças, para promover atividades prazerosas e educativas, tendo o cuidado de conduzir o comportamento infantil por um viés de respeito, empatia e senso coletivo.

Várias são as possibilidades de estimular uma abordagem com resultados positivos, mas elencamos 3 dicas interessantes e simples.

  1. Crie atividades

Isentas de preconceitos ou julgamentos antecipados, as crianças instintivamente agem com o coração e aprendem a se comportar tendo o outro como referência ou levando em consideração seus hábitos e costumes, ainda que no momento não saibam distinguir uma coisa ou outra.

Atividades como oficinas de artes, cantigas de rodas e contação de histórias podem ser boas estratégias para estimular a cooperação, autonomia e a amizade. Procure por alguma brincadeira em grupo ou dinâmica para colocar em prática neste mês!

  1. Promova a participação dos pais

A presença cotidiana da família na vida de uma criança é fundamental, e quanto mais presente for a família, maior será o referencial comparativo entre o que a criança aprende em casa e o que a escola ensina. A criança se beneficia muito quando há interação entre esses dois universos paralelos e, ao mesmo tempo, complementares.

Para um dia como esse, as atividades devem ser realizadas por pais e filhos integrados de maneira subjetiva, buscando encontrar um equilíbrio entre três possíveis variáveis — o que se quer, o que se pode, mas não convém, e o que é correto.

 

  1. Motive as crianças

As crianças são motivadas pelo que causa emoção e prazer sem distinção dos interesses, desde que se beneficiem de alguma forma da atividade proposta. Nesse período de formação, estão em busca de afirmar seus desejos e precisam de um direcionamento para reconhecer o quê e quando é possível.

Canalizar a programação da celebração para práticas interativas e, ao mesmo tempo, educativas, oportuniza a exposição das crianças a situações abrangentes de percepção do outro favorecendo a humanização dos valores e, consequentemente, a capacidade de ocupar um lugar no mundo sem invadir o espaço alheio.

É essencial colocar as crianças e jovens para executar as atividades com acompanhamento e perceber como elas se comportam.

Com estas dicas, temos certeza que este dia das crianças será bem diferente e animado!

FONTE: Blog Escola da Inteligência